Etimologia de Autótrofo

É um neologismo que combina dois elementos do grego: auto-, interpretado como -a si mesmo, e trophos, indicando apenas que se alimenta ou nutre, razão pela qual este último elemento se apresenta também no outro extremo dado pelo termo heterótrofo. Autótrofo descreve aqueles seres vivos que tem a capacidade de produzir alimentos para nutrir-se, como é o caso das plantas a partir do processo de fotossíntese.

Quanto à sua classificação, são divididos em dois grandes grupos: os fototróficos e os quimiotróficos. Os primeiros são as plantas, as algas e algumas bactérias e se nutrem da energia solar para sintetizar seus nutrientes, enquanto que os segundos são algumas bactérias que se alimentam de certas substâncias químicas inorgânicas.

A nutrição autótrofa

A capacidade de elaborar seu próprio alimento é realizada principalmente pela intervenção da luz solar. Os organismos com esta condição absorvem do meio ambiente o dióxido de carbono, a água e a luz solar; com estes compostos inorgânicos produzem uma série de compostos orgânicos (como amido ou glicose).

Este complexo processo é a fotossíntese, mas deve-se destacar que alguns organismos autótrofos não realizam a fotossíntese (neste caso, falamos de quimioautotróficos).

Seres autótrofos e a fotossíntese

O termo fotossíntese vem do grego e é formado pela combinação de dois vocábulos: photo é igual a luz e syntesis equivale a composto. Em termos mais simples, pode-se dizer que implica a capacidade que as plantas têm de transformar a energia do sol em energia química.

Neste processo, as plantas liberam oxigênio, absorvem dióxido de carbono da atmosfera e produzem glicose. A fotossíntese é possível devido à especialização das células vegetais (os cloroplastos são organelas situadas no citoplasma celular, dos quais ativam o processo da fotossíntese).

Os organismos heterotróficos não são capazes de assimilar seus próprios nutrientes

Se alimentam de outros organismos, sejam plantas ou animais. Esta forma de alimentação é realizada pelos animais herbívoros, carnívoros, sapófritos, parasitas e simbiontes.

- os herbívoros se alimentam de vegetais (por exemplo, o cavalo e o coelho).

- os carnívoros consomem carne (por exemplo, o leão e a pantera).

- os sapófritos se alimentam de folhas ou animais mortos que se encontram em processo de decomposição (por exemplo, alguns fungos ou bactérias).

- os parasitas se alimentam de outros seres vivos (por exemplo, as amebas e as pulgas).

- por último, os simbiontes são aqueles organismos associados a outro ser vivo, mas sem prejudicá-lo (por exemplo, os liquens).

Em resumo, a nutrição heterotrófica é realizada quando as células consomem matéria orgânica já formada e nesta modalidade de nutrição não há transformação de matéria inorgânica em matéria orgânica.

    : L.M.

Buscador