Etimologia de Rede Social

Responde a um modelo que tem referência em 1845 como um conjunto de pessoas unidas por um relacionamento de natureza social que, na forma de um esquema, constrói uma rede. A ligação pode ser devido a um fator de parentesco, amizade, tratamento profissional ou simple conhecimento mútuo (um amigo de um amigo que nos foi apresentado uma vez, como quem diz ...).

Em 1929, o jornalista e escritor húngaro Frigyes Karinthy formula a Teoria dos Seis Graus, que será fundamental para o surgimento das redes sociais online. Postula que qualquer pessoa no mundo está conectada a outra por no máximo seis "saltos". Ou seja, o que separa cada um de vocês, caros leitores, do presidente de seu respectivo país ou de um artista famoso, é um amigo ou conhecido e, a partir dele ou dela, avançar para outro contato até que o sexto faça possível o objetivo proposto.

A data em que o termo chega ao mundo da computação e da Internet não é exato, mas teria lugar entre 1997 e 1998. Nessa época foi lançada a primeira rede social informática, chamada precisamente de Six Degrees (fundado em 1997, e ativo até 2001). Esse precursor do Facebook deu lugar a uma infinidade de plataformas, tanto pessoais quanto profissionais, incluindo LinkedIn (2002), Facebook (2004) ou Twitter (2006). Todos, em maior ou menor medida, recorrem à teoria dos seis graus ou a algumas de suas variantes que surgiram a posteriori; alguns dizem que, graças às novas tecnologias, esses seis graus foram reduzidos para cinco, quatro ou até três.

As plataformas Procuram oferecer uma conectividade de um único grau para maximizar as relações sociais, pois se encontrarmos uma pessoa que, por um motivo ou outro, nos interessa, podemos solicitar a amizade, com a qual teremos um passo de distância com a respectiva pessoa. Por outro lado, a ideia de mídia social, no campo do marketing e o desenvolvimento aplicado nessas plataformas, remonta a 1994.

Perante a avalanche de espaços para a formação e evolução de comunidades, surge o debate sobre o que é ou o que não é uma rede social, questionando se são os elementos que compõem e prestam o serviço (como um muro no qual compartilhar coisas), ou bem os relacionamentos estabelecidos entre os usuários. A resposta a esta pergunta influencia a percepção das soluções de mensagens instantâneas como WhatsApp ou Telegram.

    : OneLineMan

Buscador