Etimologia de Grotesco

É visto na língua italiana como grottesco, associado a grotta, referindo-se a uma gruta, aludindo à passagem e interior de uma caverna ou espaço subterrâneo, sobre a referência expressada no latim crypta, cuja forma está vinculada ao grego kryptḗ, forma feminina de kryptos, por cripta, associado ao verbo krýptein, interpretado por esconder ou ocultar, determinando uma possível raiz no indo-europeu *krau-, por cobrir.

É uma expressão que surge como antessala ao Renascimento, a partir das costumes romanas documentadas em torno das ruínas da Casa Dourada (conhecida no latim como Domus Aurea) pertencente ao imperador Nero, surgindo um passatempo entre grupos de jovens por explorar passagens recônditos para a descoberta de peças valiosas, recolhendo peças compradas por artesãos nas proximidades do território, para logo replicar e comercializar como objetos de decoração. Essa prática de "caça do tesouro" espalhou-se entre estudantes e profissionais da arte. De fato, uma das mentes que percorreu essas passagens foi Rafael.

Paralelamente, grotesco indica atitudes sociais que batem de frente com os padrões estabelecidos. A caricatura de uma personalidade política pode ser enquadrada como algo grotesco a partir do exagero de suas características físicas, bem como de algumas de suas ações a modo de crítica. Uma das criações de Da Vinci, datada de aproximadamente 1490, é justamente uma caricatura denominada Cabeças Grotescas, constituído por cinco figuras, representando um temperamento em particular na expressão de cada uma.

Buscador