Etimologia de Resumo/Resumir

A forma substantiva resumo é consolidada e afirmada no século XV, procedendo do verbo resumir, claramente visível no latim como resumĕre, descrevendo a ação de 'retomar', ou 'recuperar', onde o prefixo re- insinua 'repetição' e 'intensidade', enquanto o verbo sumĕre refere-se a 'segurar', neste último caso, formado pelo prefixo sub-, por 'debaixo' ou 'para abaixo', e emere, por 'pegar' ou 'agarrar', sobre a raiz indo-europeia *em-, por 'pegar'.

Resumir tem um exercício particular no português, que compreende, em essência, a subtração das principais passagens de uma obra ou discurso, escrito ou oral, próprio ou alheio, diferente da síntese, na qual é feita uma espécie de visão geral do assunto sem o rigor da fidelidade à versão original. Em inglês, essa prática é descrita pela palavra summarize ou recapitulate, onde resume seguiu outra direção (porem, chegou a ser usado como o resumo do português), compreendendo 'continuar' ou 'retomar' como consequência de uma interrupção (é comum reconhecê-lo na terminologia dos videogames, quando o jogador pausa uma partida).

Buscador