Etimologia de Superestrutura

É uma conjugação dada pelo prefixo super- no latim, contemplando um acima, superior ou além, para proporcionar destaque postulando algo que foi construído com um espectro superior acima do padrão estabelecido, com raiz indo-europeia em *uper-, entendido como sobre ou acima; por sua vez, estrutura remete ao latim como uma structura, associado a structus, sendo o particípio do verbo struere, sobre a ação de empilhar, unir ou montar, marcado pela raiz indo-europeia *stere-, podendo ser interpretado como estender ou ampliar.

Para indicar uma ideia contrária, emprega-se o prefixo infra seguido da palavra estrutura. Já para fazer referência ao tamanho de uma estrutura, podemos distinguir entre microestrutura e macroestrutura.

Além das possibilidades que proporcionam os prefixos e sufixos, a ideia de superestrutura tem duas dimensões possíveis: uma material (por exemplo, uma construção colocada acima de algo já existente) e outra no plano de ideias (um conjunto de crenças e conhecimentos que se "edificam" a partir da condições materiais.

Diferentes contextos da linguagem da qual usamos esta palavra

Na terminologia da engenharia, a superestrutura é tudo aquilo que se constrói acima de outro elemento. Assim, o convés de algumas embarcações é a parte situada acima do casco.

Na área do urbanismo, as construções de grandes proporções são conhecidas como superestruturas. Na arquitetura há uma distinção entre superestrutura, estrutura e infraestrutura (a primeira se refere à ideia geral de uma construção, a segunda é a própria construção, já a última é tudo aquilo que permite ser construído).

No campo da linguística, a superestrutura se refere às formas de organização de um texto ou discurso. Assim, há um conteúdo narrativo e acima dele um esquema geral. Esta palavra pode ser usada também em relação à didática das línguas (uma língua pode ser ensinada a partir de uma estrutura básica e sobre ela é construído um novo aprendizado).

Na filosofia marxista, este termo adquire uma interpretação relevante. Na verdade, a distinção entre infraestrutura e superestrutura é essencial para entender o materialismo histórico.

Marx e os teóricos do marxismo acreditam que a base material e as forças produtivas de uma sociedade criam relações de produção, ou seja, uma estrutura social. Acima dela há uma série de aspectos sociais de tipo artístico, ideológico ou filosófico que vão sendo articulados. Esta última dimensão é precisamente a superestrutura.

No marxismo há um determinismo evidente, pois um tipo de estrutura econômica gera necessariamente uma superestrutura.

Este princípio do marxismo teve influência decisiva sobre outras teorias, especialmente sobre o materialismo cultural, no campo da antropologia e da sociologia.

    : Philippe

Buscador