Etimologia de Espírito

Originário do vocábulo latino spiritus, está intimamente relacionado ao verbo spirāre, que implica a ação de soprar como parte da respiração do corpo. Desencadeia o simbolismo da vida e da força interna, se apreciando em expressões populares típicas: "Maria tem um grande espírito", "ela superará a morte de seu filho"; "seu espírito nobre sempre aparece quando alguém precisa..."

Em nosso idioma, estas atribuições ficaram estabelecidas e vários significados foram adicionados: a essência ou o caráter absoluto que ostenta algo ou alguém; ser sobrenatural ou imaterial que goza de inteligência; a alma dos mortos; entidades que não vemos, mas estão presentes ao nosso redor e que podem nos cuidar ou prejudicar, de acordo com as crenças que sustentam.

Entre os termos associados ao núcleo sintático, destacam-se: suspiro (em latim suspirĭum), inspirar (inspirāre) ou espírito santo (em latim anunciado como spirĭtus sanctus) e expirar (que é evidenciado precisamente no latim expirare, sobre spirāre), entre outros.

Cristianismo: uma das "faces" de Deus

Uma menção à parte merece a relevância que dispõe o conceito na religião cristã, onde o Espírito Santo é uma das três pessoas que formam o mistério da Santíssima Trindade e que tem sua origem no pai (Deus) e no filho (Cristo), e é responsável por prover a santificação aos fiéis.

Este é o dogma que sustenta a natureza de Deus, uma entidade que é capaz de ter seu filho descendendo do céu para a terra com o objetivo de salvar os homens do pecado original e, por outro lado, sendo um espírito santificante.

Causa da vida

Na criação de Deus, também segundo o Cristianismo, houve uma intervenção crucial que ficou demonstrada no livro bíblico de Gênesis, do qual diz que Deus criou o homem à sua imagem e semelhança. Primeiro o formou do pó da terra e em seguida assoprou o seu próprio fôlego nas narinas de Adão. Isso diferencia o homem de todas as outras criaturas de Deus.

Esta graça que Deus atribuiu aos homens teve a finalidade de diferenciá-lo do resto das espécies inferiores, de forma básica e fundamental, uma vez que o dotou de racionalidade, permitindo-lhe pensar, refletir e escolher.

Para a Teologia ou ciência de Deus, os seres humanos são formados de corpo e alma, sendo este o sinônimo de espírito e que facilita sua interação com Ele.

A filosofia grega, anterior a todos os dogmas cristãos, coincide com tudo o que foi inserido no Cristianismo, em outras crenças religiosas e até mesmo na cultura em geral: que o espírito é a origem e o sopro de vida, o que lhe dá movimento e ânimo, além de nos dotar de capacidade para melhor administrarmos e nos saber dominar.

    : matiasdelcarmine

Buscador