Etimologia de Igreja

Este termo tem origem no grego ekklesia, que quer dizer uma assembleia de cidadãos livres. Foi adotado pelos autores do Novo Testamento e empregado para referir a uma Nova Aliança do povo de Deus. Com o passar do tempo, a palavra igreja adquiriu um novo significado: edificação dedicada ao culto religioso.

No contexto da democracia ateniense

No século V a. C a polis de Atenas introduziu uma nova forma de governo, a democracia. Tratava-se de uma democracia direta na qual todos os cidadãos livres participavam das decisões públicas e por isso se reuniam em uma assembleia ou ekklesia.

Para fazer parte de uma assembleia era necessário cumprir dois quesitos essenciais: ser de pais atenienses e ser maior de idade. De maneira excepcional, um estrangeiro podia adquirir a condição de cidadão de Atenas e quando isso acontecia já estava autorizado a participar das assembleias populares. Vale destacar que na democracia ateniense as mulheres não podiam participar das assembleias.

Na época de Jesus Cristo

Na época em que Jesus era vivo havia três instituições em Israel: o templo, a sinagoga e a ekklesia. As duas primeiras tinham um caráter religioso e, na verdade, correspondiam a uma construção concreta. No entanto, a terceira se referia a uma assembleia de cidadãos e esta por sua vez não tinha relação com nenhuma edificação religiosa.

No entanto, no Novo Testamento o termo ekklesia foi adotado para referir à comunidade de pessoas que seguiam a doutrina de Jesus Cristo. Neste sentido, em Mateus 16:18, Jesus se dirige a Pedro e diz: "Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei minha igreja". Segundo as diversas doutrinas cristãs, Jesus Cristo é o germe de uma nova comunidade religiosa ou igreja.

Sua principal missão consiste em convocar todos os homens ao Reino de Deus. Da mesma forma que a partir desta comunidade religiosa o evangelho passa a ser proclamado. Por último, na liturgia católica, a eucaristia é o elemento fundamental da atividade realizada na igreja.

Organização hierárquica na doutrina católica

- O bispo é aquele que preside a igreja ou comunidade de uma cidade.

- Os presbíteros fazem parte do conselho que rodeia o bispo.

- Os diáconos são colaboradores diretos do bispo e realizam os trabalhos organizacionais de uma comunidade.

- Os laicos também participam da vida associativa da igreja, mas fora da sua estrutura hierárquica.

Os monges nos primeiros séculos do Cristianismo

Por volta do século III foram criadas as primeiras comunidades cristãs. Homens e mulheres guiados pela fé em Jesus Cristo criaram as primeiras igrejas no Egito e posteriormente na Grécia.

No Ocidente, a vida monástica deu seus primeiros passos a partir do século VI com Bento de Núrsia, o fundador da Ordem Beneditina.

    : Murillo

Buscador