Etimologia de Simetria

Observa-se no latim como symmetria, sobre o grego em symmetria, no que diz respeito a dimensões calculadas e proporcionais, identificando os componentes syn-, que indica um encontro ou união, com raiz no indo-europeu *ksun-, por "com", e por outro lado, destaca métron (que estabelece a forma grega da palavra metro), interpretando-se como medida, com referência no indo-europeu *me-(2), por medir. Usamos este termo para expressar a igualdade entre as duas partes ou lados de algo.

Nos objetos e no mundo que nos rodeia

Esta ideia faz parte das diferentes tradições culturais, pois transmite equilíbrio e harmonia. Se observarmos ao nosso redor, podemos distinguir uma grande quantidade de objetos e construções com esta característica: pirâmides, cruzes, rodas ou vasilhas. Por outro lado, os espelhos proporcionam uma imagem simétrica de nós mesmos.

Esta estrutura também aparece na natureza: nas folhas das árvores, nas colmeias das abelhas e nas flores.

Por outro lado, a beleza do rosto e do corpo humano é baseada em grande parte na proporcionalidade e, portanto, na simetria (o Homem de Vitrúvio de Leonardo da Vinci é provavelmente a representação mais conhecida de proporcionalidade do corpo humano). Obviamente, os corpos e os rostos assimétricos não são percebidos como bonitos.

A sucessão de Fibonacci

Graças às abstrações da matemática, podemos nos adaptar melhor à aparência caótica do mundo. Quando falamos em números, muitas vezes apresentam uma dimensão simétrica. Um exemplo ilustrativo neste sentido é a sucessão de Fibonacci, uma sequência numérica projetada sobre alguns fenômenos da natureza, como os caules das plantas, as pétalas das flores, as galáxias em forma de espiral e as estrelas-do-mar.

Esta curiosa sucessão leva implícito o número áureo, também conhecido como proporção divina. Ao mesmo tempo, o ângulo áureo é um padrão muito presente na natureza (este ângulo representa a proporção áurea em um círculo). Além disso, as moléculas e as galáxias podem ser compreendidas com padrões geométricos e, portanto, com critérios simétricos.

O mundo inanimado

As rochas e as estruturas geológicas também apresentam formas simétricas. Assim, quando tomamos como referência o diamante, este mineral é tão resistente por um motivo: a disposição do carbono tem forma de tetraedro.

Por outro lado, ao observar os vírus através do microscópio é possível distinguir que em sua replicação há um processo repetitivo, na qual é guiado por um procedimento de tipo simétrico.

O sistema heliocêntrico

No século XVI, o sistema geocêntrico começou a enfraquecer como paradigma científico. A proposta alternativa de Copérnico, o heliocentrismo, afirmava que o Sol e não a Terra é o centro do sistema solar. O modelo copernicano foi descrito com uma série de diagramas simétricos.

    : Axel

Buscador