Etimologia de Sequência

Origem no vocábulo sequentia em latim, que refere à continuidade. Aplica-se em diversos contextos ou situações e é por isso que podemos encontrar mais de um sentido da palavra, no entanto, presume-se em geral a ideia de uma cadeia que manifesta um vínculo lógico entre os elementos que a formam.

Na produção audiovisual, denomina-se a uma continuação sem interrupção de planos ou cenas que compõem a história do argumento.

Na Matemática corresponde a uma série de operações ou números organizados para determinar sua continuação.

Em qualquer sequência, os elementos são organizados um atrás do outro, como os números naturais (1, 2, 3, 4, 5, 6...) ou as letras do alfabeto (A, B, C, D, E, F, G...).

Esta ordem, muitas vezes, é imprescindível para o sentido ou a coerência desse todo, no entanto, o fato de modificar a ordem pode provocar uma mudança de sentido que afetará a sequência de maneira profunda.

Uma condição fundamental para compreender a mensagem das produções audiovisuais

O caso mais emblemático e claro do qual podemos apreciar esse tipo de situação ocorre no campo do cinema e da televisão, onde tanto os filmes como os programas ou séries são compostos por uma concatenação de cenas dos quais são apresentados aos espectadores de maneira organizada.

Se isso não acontece produz um vazio de sentido no espetáculo, o que faz com o que o público não entenda a história.

Justamente as histórias deste tipo são planejadas de tal maneira que a compreensão é garantida sem problemas, mas se isso não acontece, ou seja, se as tomadas de decisão não respeitam a sequência correspondente, a mensagem se torna muito complexa de entender.

A unidade temporal e espacial é uma condição básica que deve ser respeitada, o tempo precisa transcorrer linearmente em um espaço que pode apresentar variantes, mas apenas se as cenas seguem o personagem através de sua locomoção a diversos lugares.

Uma cena não pode passar para a outra e ver o personagem em outro lugar ou com outra vestimenta, pois isso não é coerente e gera confusão no espectador.

Vivemos seguindo uma cadeia lógica de ações

Por outro lado, muitas de nossas ações cotidianas são marcadas pela sequência lógica, por exemplo, acordar, tomar café da manhã, tomar banho e ir para o trabalho.

Embora possa ocorrer alguma situação imprevista como adormecer e assim pular uma das fases "pré-definidas", a pessoa acaba correndo para não chegar atrasada ao trabalho, o mais lógico seria respeitar a sequência, pois faz parte da rotina e nos proporciona um melhor desempenho tanto trabalho como no estudo.

    : natural

Vinculado

Buscador