Etimologia de Jornalismo

Este termo provém do francês journalisme, com referência ao latim diurnalis e compreende a algo que ocorre de maneira regular. Temos a necessidade de saber o que acontece ao nosso redor e por isso acessamos todos os tipos de meio de comunicação. Jornalismo e jornal são denominações que expressam a mesma ideia: a informação sobre os acontecimentos é apresentada com certa regularidade, seja de modo diário, semanal ou mensal.

Antes da internet, da televisão e da rádio havia uma fonte de informação que permitia o conhecimento dos assuntos cotidianos: o jornalismo. Neste contexto, sua etimologia não deixa de ser curiosa, pois não está focada na questão da informação, mas sim de sua periodicidade.

Na Roma antiga havia meios de informação semelhantes aos jornais atuais

Antes da invenção da imprensa, no século XV, as notícias eram difundidas oralmente e de maneira informal. Na civilização romana, a informação era exposta por escrito em locais públicos e o primeiro meio foi o "Acta diurna" no século I a. C, que relatava os acontecimentos sociais e políticos da vida cotidiana. Na Idade Média, os pregoeiros e trovadores foram os protagonistas na difusão de notícias. No campo da produção escrita houve vários precedentes da imprensa atual, como a "Nouvelle manuscript" no século XIII e o "Journal d'un burgeois" no século XV, ambos na França.

O primeiro jornal com um formato similar ao atual apareceu na cidade italiana de Veneza em 1556 com a denominação "Notizie Scritte". Foram nos territórios da Itália atual que surgiram as primeiras gazzetas, estas que noticiavam sobre as atividades econômicas e sociais. Este tipo de publicação foi imitado em toda a Europa.

No final do século XV, na Espanha, foi lançado um boletim informativo intitulado "Descobrimento do Novo Mundo por Colombo".

Em meados do século XV, no México, foi lançada a “Folha do México” para divulgar o acontecimento do terremoto na Guatemala. A "Gaceta de Madrid" foi o primeiro jornal da língua espanhola e criado em 1661.

Duas revoluções tecnológicas marcaram o curso da atividade jornalística

No século XV, a irrupção da imprensa foi determinante para a difusão da informação escrita. Este avanço tecnológico determinou o rumo da literatura, da universidade e, logicamente, do jornalismo.

Quinhentos anos depois outra contribuição tecnológica mudou substancialmente o setor do jornalismo convencional. A imprensa de papel tem um futuro incerto e é difícil prever como serão os jornais das próximas décadas.

    : igor_kell

Buscador