Etimologia de Natureza Humana

Primeiramente, natureza se localiza no latim como natūra, e associado a natus, como participativo do verbo nasci, por nascer. Assim, aborda-se a natureza como as condições que fazem parte do processo de nascimento ou surgimento. Neste contexto, o ser humano é um ser natural desde que nasceu, e argumenta-se, muitas vezes de maneira mal-intencionada ou como justificativa, que tem certos comportamentos próprios de sua essência.

Por sua vez, humana se remete ao latim humānus, marcado pela raiz humus, que refere a terra, observando que o primeiro indivíduo foi, segundo a Bíblia, moldado em barro.

A questão sobre a natureza humana percorreu a história da filosofia, da religião e da psicologia

Para o filósofo Platão, o homem é formado pela união da alma e do corpo. Enquanto o corpo é perecível, a alma é a entidade que dá vida ao corpo e apresenta três partes ou dimensões: a alma concupiscível, a irascível e a racional (a primeira rege os apetites primários ou inferiores, como a fome, o desejo sexual e a sede; a segunda é destinada pelas paixões humanas; já a terceira é aquela que nos torna propriamente humanos).

Para Platão, somos uma alma que tem um corpo, por outro lado, a alma é imortal

Para o Cristianismo, nossa condição natural como indivíduo é totalmente diferente de qualquer outro ser vivo. Por outro lado, nossa entidade como humano provém de Deus, pois o Criador nos fez à sua imagem e semelhança. Na tradição cristã, quando uma pessoa se aproxima de Jesus Cristo adquire uma nova natureza.

Na psicologia não se fala mais sobre natureza humana, mas sim da condição humana. Desta forma, para os psicólogos do Behaviorismo o importante é conhecer o comportamento do indivíduo a partir de suas condições externas e da análise de suas ações concretas. No Behaviorismo, a alma ou a mente humana deve ser estudada como se fosse uma "caixa preta", pois não importa o que aconteça, o principal é a informação que entra e sai e de que maneira a mesma influencia nosso comportamento.

Atualmente, a ideia de natureza humana está associada à programação genética do indivíduo

Nosso corpo e nossas inclinações humanas têm um suporte químico, um DNA onde é possível decifrar grande parte do que somos.

Do ponto de vista da genética, somos o resultado da evolução e, portanto, nossa natureza está sujeita a um processo de mudança constante. Em suma, não há nenhum elemento misterioso sobre a ideia de natureza humana, uma vez que existe apenas a informação genética.

    : Amateurphoto920

Vinculado

Buscador