Etimologia de Termodinâmica

Está construído sobre dois componentes gregos: o prefixo thermo-, em referência ao calor, e dýnamis, interpretado como força. Desta maneira, termodinâmica é a disciplina científica que estuda as interações energéticas entre duas dimensões: o calor e a força. A energia como calor é resultado de um processo térmico gerado a partir de uma mudança na temperatura e a energia como força de trabalho é a capacidade para gerar uma transformação.

A etimologia de uma palavra é muito mais que um simples dado de interesse filológico, pois constitui um ponto de partida fundamental para compreender a origem de uma ideia complexa. Um bom exemplo desta premissa está expresso através da palavra termodinâmica.

Aproximação às leis da termodinâmica

A lei zero desta disciplina diz que: quando um corpo A e um corpo B estão em equilíbrio e, por sua vez, este último está em equilíbrio com um corpo C, quer dizer que A e C também estão equilibrados mutuamente.

A primeira lei afirma basicamente que a energia de um corpo tende à conservação e, portanto, não pode ser obtida a partir do nada (por exemplo, quando queremos que um gás se expanda para mobilizar um pistão, a energia seria obtida da própria energia interna do gás ou então introduzi-lo em forma de calor).

A segunda lei se fundamentou a partir do estudo de máquinas térmicas e, segundo ela, qualquer processo termodinâmico aumenta ou mantém a entropia do universo (a ideia de entropia está associada normalmente à desordem ou ao caos, mas na realidade é um conceito diretamente relacionado ao cálculo de probabilidades).

A terceira lei diz que um sistema termodinâmico não pode ser resfriado até o zero absoluto em um número finito de transformações físicas.

Historicamente: a termodinâmica surgiu no final do século XVIII

A invenção da máquina a vapor foi um avanço revolucionário, pois graças a ela as manufaturas artesanais se multiplicaram em processos industriais (a nova maquinaria levava implícitos os princípios da termodinâmica, já que a pressão do vapor das máquinas funcionava por uma conversão de energia térmica em energia mecânica).

No entanto, enquanto os engenheiros construíam máquinas destinadas aos processos industriais, os cientistas desconheciam os princípios que afetavam o calor.

Os britânicos William Thomson e James Prescott Joule foram os pioneiros no estudo da energia calorífica e dos processos termodinâmicos.

Por volta de 1820, o físico francês Joseph Fourrier formulou a teoria da transferência do calor por condução e conseguiu resolver a equação do calor.

    : Simeon

Vinculado

Buscador