Etimologia de Coordenação

Como substantivo possui referência no latim tardio em coordenatio, sobre o verbo coordenar que expressa sua procedência em coordinare, combinando os elementos do latim co-, referindo-se a uma associação de coisas, e ordināre, para abordar a premissa de ordem e organização, e este último tem base em ordo, que é interpretado pontualmente como ordem.

A influência de ordo pode ser visualizada em exemplos como: combinar (no latim tardio combināre), primordial (no latim primordiālis) ou ordinário (no latim ordinarius).

Em sua origem, utilizava-se em relação às estruturas da linguagem, e observava uma equivalência sobre o significado no grego sýntaxis. A ordem das palavras e seu vínculo têm significado pleno apenas quando são realizadas a partir de um critério organizado ou coordenado.

Uma ideia apresentada no conjunto das atividades humanas

Toda oração ou texto precisa incorporar uma coordenação correta entre suas partes, pois do contrário a mensagem fica confusa e incorreta. Esta ideia inicial cruzou as fronteiras da linguística e está projetada em todo tipo de contexto e realidades.

No mundo empresarial, as diversas atividades de uma empresa são "peças" que exigem um ajuste e uma combinação adequada. Os exercícios físicos destinados à prática esportiva devem ser realizados também de maneira harmoniosa. Na área da saúde, o médico procura fazer com que o paciente tenha um equilíbrio correto nas principais funções vitais e por este motivo se fala da coordenação muscular ou motora. A organização de um evento, assim como a distribuição do tempo disponível também exige certa coordenação.

Muitas disciplinas e conhecimentos científicos estão associados diretamente a esta ideia: a arquivística, a taxonomia, a gramática, a lógica e a catalogação de obras artísticas. Pode-se afirmar que é impossível construir um saber coerente sem organizar seus princípios e suas dimensões.

Quando as coisas não funcionam

A ordem em qualquer circunstância significa a existência de elementos com um nível de coordenação. Quando este fenômeno ocorre ao contrário, dizemos que há descoordenação (o prefixo des indica que uma ação ou fato está privado de algo).

A falta de coordenação apresenta diversas versões e variantes. Muitas vezes obedece a uma circunstância imprevista (por exemplo, um acidente automobilístico ocasiona um tráfego totalmente descontrolado). Em alguns casos, não há coordenação como consequência de alguma limitação, lerdeza ou falta de inteligência entre aqueles que organizam algo. De qualquer forma, a falta de coordenação vem acompanhada de um fracasso, uma derrota ou um problema.

    : Cristina Conti

Buscador