Etimologia de Cinema

Observa-se sobre o francês cinema, associado ao termo cinematógrafo, contemplado no francês cinématographie, e a partir daí é possível identificar as raízes no grego: kínēma, que se refere à ideia do movimento, associado ao verbo kinein, neste caso por mover e, por outro lado, graphein, para referir-se à tarefa de gravação, aplicável em qualquer campo e meio.

Tudo começou no porão de um café em Paris

Na tarde de 28 de dezembro de 1895, dois irmãos que trabalhavam em uma oficina de fotografia organizaram um espetáculo que foi assistido por cerca de trinta espectadores. Naquele dia, os irmãos Lumière exibiram o primeiro filme da história (com um grupo de operários saindo de uma fábrica). Nos anos seguintes, os irmãos Lumière criaram quinhentos filmes relacionados à vida cotidiana.

A invenção do cinema deve ser entendida em seu contexto histórico

Falando de um ponto de vista técnico, houve dois avanços prévios determinantes: a invenção da fotografia na década de 1830 e os rolos de filme de celuloide no final da década de 1880. Por outro lado, no final do século XIX, camadas sociais de diversos tipos buscavam novas formas de diversão.

Os primeiros filmes foram projetados em cafés, armazéns e dependências paroquiais. Em 1900 os atores de vaudeville na França entraram em greve e para aproveitar o teatro alguns empresários colocaram telas para a projeção de cenas em movimento.

Em pouco tempo houve uma mudança de foco que acabaria revolucionando a história do cinema. Em vez de projetar imagens em movimento relacionadas com a vida cotidiana, o francês Georges Méliès introduziu o roteiro gráfico e assim apareceram os primeiros filmes de ficção ("Viagem à Lua" de 1902 e "Viagem através do impossível" de 1904, ambos baseados em dois romances de Júlio Verne). A dimensão industrial do cinema chegou junto com os americanos em 1911, ano em que foi fundado o primeiro estúdio de Hollywood.

A arte que engloba todas as artes

Em 1911, o jornalista italiano Riccioto Canudo publicou o "Manifesto das Sete Artes" e, desde então, a cinematografia passou a ser considerada a sétima arte. A criação dos irmãos Lumiére é uma mistura de várias criações artísticas: o roteiro, o cenário, o figurino, a fotografia, a interpretação e a música. Estas e muitas outras peças são combinadas pelo diretor e acabam tornando a projeção de um filme para satisfazer o espectador.

Os gêneros tradicionais do teatro (tragédia, comédia e drama) acabaram diversificando-se nos longa metragem. Nas telas grandes cabem de tudo: terror, aventura, western, fantasia, musical, ciência ficção, animação, comédia ou pornografia.

    : Janet

Buscador